Navios de contêineres ficam presos no Porto de Santos por falta de profundidade

Dois navios que estão atracados no Porto de Santos, no litoral de São Paulo, não conseguiram deixar o terminal como estava previsto pela praticagem. Segundo o Brasil Terminal Portuário (BTP), onde as embarcações estão atracadas, os navios não conseguem sair do local por falta de profundidade no canal santista. Uma nova tentativa está prevista para a tarde desta sexta-feira (30).

O navio de contêineres Maersk Laguna veio de Paranaguá e atracou no Porto de Santos, na última quarta-feira (28). Ele chegou com 2812 contêineres, embarcou 1156 contêineres para exportação e descarregou 427, ficando com 3.541 contêineres a bordo. A previsão era que o navio deixasse o Porto de Santos nesta quinta-feira (29), por volta das 17h, com destino a África do Sul.

Porém, a Praticagem de Santos informou à BTP que o navio não poderia deixar o terminal por conta do calado que teria atingido os 14,20 metros, que fica além do limite de profundidade do trecho 1. A Praticagem diz que o limite é de 13,70 metros. Já Codesp fala que o trecho tem 14,50 metros. Os práticos não quiseram fazer a manobra por conta dos riscos que a atividade pode oferecer à embarcação.

(mais…)

Pilot_Evolution

O eixo da crista, em ambos os hemisférios se orienta na direção das altas latitudes.

Deixe uma resposta